The Wire | Séries de TV (resenha)

Sempre nas primeiras colocações em qualquer lista de melhores séries de TV de todos os tempos, The Wire (A escuta) segue os vários lados da guerra contra o crime na cidade de Baltimore. Exibida de 2002 a 2008 na HBO, o programa não ganhou nenhum Emmy ou Globo de Ouro, o que confirma aquela frase que a fama é apenas uma série de mal entendidos em torno de um nome. Policiais, traficantes, loucos e civis estão todos presos ao “fio” que os conecta, fazendo parte do mesmo ecossistema.

Segundo Mario Vargas Llosa, escritor peruano premiado com o Nobel, The Wire utiliza elementos da literatura como nenhuma outra. O que ele quer dizer com “elementos da literatura” é o tempo que o seriado dedica a cada personagem, coisa rara na televisão e no cinema. Conhecemos o policial talentoso e o bandido sangue frio além do estereótipo. Em The Wire, eles têm vícios e virtudes como todo mundo, ficando inclusive muito parecidos entre si.

Então não espere ação ininterrupta ou enredos mirabolantes, mas um olhar microscópico sobre relações de poder, tendo como pano de fundo o combate ao crime da cidade de Baltimore.

Baltimore que está no jornal esses dias por uma revolta sem tamanho. Freddie Gray, 25 anos, entrou vivo no camburão e saiu dele em coma, falecendo 7 dias depois. “Você não pode chamar isso aqui de guerra” diz lá pelas tantas um personagem da série. “Guerras acabam”.

Confira o trailer:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>