Sócrates Café: O delicioso sabor da filosofia

Gosto de ler filosofia. Alimenta o espírito, a capacidade de refletir e de me “espantar”, além de ajudar a formular as perguntas corretas quando me defronto com problemas e decisões complexas que aparecem ao longo da vida. Viver é aprender todos os dias. Viver é trocar ideias, enriquecer e ser enriquecido pelo próximo com o conhecimento, com a postura de generosidade e humildade socrática de reconhecer que “só sabemos que nada sabemos”, isto é, que não podemos saber nada com absoluta certeza, mas podemos nos sentir confiantes acerca de certas coisas.
Atraem-me os livros de filósofos que saem do pedantismo teórico, muitas vezes indecifrável e sem utilidade prática, e mostram a filosofia deforma mais “terrena”, didática, simples e atraente, sem perder o rigor das ideias-chaves dos pensadores citados. O livro Sócrates Café: o delicioso sabor da filosofia é um desses. Narra encontros filosóficos ao redor do mundo, onde as pessoas de diferentes origens, formações e crenças se reúnem, trocam ideias e experiências, abraçando o método socrático.

Hoje, existem mais de 600 reuniões em curso em todo o mundo coordenado por centenas de voluntários que compartilham o objetivo comum de construir um mundo mais inclusivo e reflexivo.

A ideia por trás do Sócrates Café é que podemos aprender mais quando nos questionamos uns com os outros. Tudo começou há uma década, quando o autor e professor de filosofia Christopher Phillips, um escritor freelancer, perguntou a si mesmo o que ele poderia fazer “para melhorar a sorte da humanidade?”. A resposta encontrada por ele foi se tornar um filósofo nos moldes de Sócrates. Manter diálogos socráticos com todos aqueles que desejassem se envolver em uma busca comum para obter uma melhor compreensão sobre a natureza humana , estimulando-as a se tornarem pessoas mais “filósofo-inquiridoras” e objetivamente mais críticas e criativas.

É uma leitura leve, rápida e provocativa.

Finalizando e parafraseando Sócrates: “uma vida não examinada (não refletida) não merece ser vivida”. Vamos filosofar!

Sócrates Café: O delicioso sabor da filosofia
Phillips, Christopher
Sânskrito Editora

This Post Has One Comment

  1. Maria mercedes ema icart furtado

    Interesada de comparecer a reuniones filosoficas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>