Perspectivas de desenvolvimento para o Espírito Santo

Palestra na Rede Doctum: desenvolvimento e instituições democráticas

O ambiente acadêmico – seja como professor ou palestrante – e o contato com os estudantes sempre me revigorou e complementou minha trajetória profissional como servidor do BNDES e como político.

E não foi diferente, nesta segunda-feira (dia 25), na palestra com os alunos da Rede Doctum, de Vitória, sobre as perspectivas de desenvolvimento para o Espírito Santo.

Aproveitei a fala de abertura do vice-presidente da Doctum, Pedro Leitão, sobre as possibilidades de transformação e solução para a atual crise por intermédio da educação, e enfatizei a importância, também, da retomada do processo de construção das instituições democráticas no país, que é algo recente, diga-se de passagem. E que, convenhamos, o atual grupo político que governa o país paralisou e não tem o menor interesse nessa retomada de construção.

Se analisarmos o contexto histórico, tivemos por incrível que pareça, durante quase 100 anos – da proclamação da república até o Collor – uma instituição consolidada no Brasil, que foram as forças armadas.

Mas, refletindo com os acadêmicos sobre o desenvolvimento socioeconômico do estado (e do Brasil), perpassando pela incontestável importância da educação como ferramenta alavancadora, não há como ignorar que a retomada desse processo de construção tem que, necessariamente, passar pela volta da credibilidade e confiança nas próprias instituições.

O que fazer enquanto isso? A pergunta estava meio que latente e suspensa num auditório preponderantemente formado por estudantes de Administração e Direito. Minha resposta foi clara:

Exportações, Economia Verde e Economia Criativa.

Tópicos que já andamos abordando por aqui e continuaremos a conversar neste espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>