Parabéns, Vitória!

por Luiz Paulo Vellozo Lucas

As belezas de Vitória.

Hoje a cidade de Vitória completa 464 anos. Um dia de comemorações merecidas. Dia de lembrar suas histórias – e são muitas – e pensar no seu futuro, que pode ser esplendoroso. Mas, o que vale hoje é louvar suas belezas, naturais e construídas, e sua gente, daqui mesmo ou que adotou nossa cidade como sua.

Pensar em Vitória é lembrar seus inúmeros locais, desde o Centro Histórico, a Cidade Alta e seus arredores, até Santo Antônio e de sua orla, Praia do Suá, Praia do Canto, São Pedro, Jardim da Penha, Ilha das Caieiras, Andorinhas, Jucutuquara, Goiabeiras, Bento Ferreira, Fradinhos, Jardim Camburi, Romão, Tabuazeiro, Maruípe, e tantos mais.

É lembrar do canal de Camburi, do Cais do Hidroavião, da Catedral, das Igrejas de Santa Luzia e São Gonçalo, do Palácio Anchieta, do Saldanha da Gama e do Álvares Cabral, da Praça do Papa, do calçadão de Camburi, da Praça Oito e da Praça Costa Pereira, dos Parques da Pedra da Cebola e do Horto, da UFES, do Quartel da Polícia em Maruípe, dos seus cinemas antigos (São Luiz, Santa Cecília, Glória – hoje SESC-Gloria, Paz, Juparanã), da Curva da Jurema, das paneleiras de Goiabeiras, do carnaval e suas escolas de samba, da Fonte Grande e do Tancredão, do Clube Vitória, da Praça dos Namorados, da antiga Escola Técnica, hoje IFES, e tantos outros.

Lembrar de ações inovadoras e especiais para o desenvolvimento da cidade. O Projeto Terra, a Rede Criança, o Vitória do Futuro, a Cooperativa das Desfiadeiras, e diversos outros.

São lugares de história, de memória, de presente e de futuro. São lugares de indivíduos, de famílias, de amigos, de grupos, de lembranças e esperanças. São lugares de amor e carinho.

Parabéns, Vitória! Muitas felicidades nos anos vindouros, você pode e merece mais e melhor, sempre mais e melhor.

Luiz Paulo Vellozo Lucas

Luiz Paulo Vellozo Lucas

Capixaba, 58 anos, pai do André, Laura e Rafael – e avô do Dante.
Engenheiro de produção formado pela UFRJ, pós-graduado em desenvolvimento econômico (BNDES) e economia industrial (UFRJ).
Funcionário do BNDES desde 1980, professor da PUC-RJ e da FDV e atualmente sou presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>