As manifestações amadureceram

por Sergio Vellozo Lucas

O que dizem as ruas

Nasceram gigantes, mas foram dispersadas por grupos violentos antes de conseguirem mandar uma mensagem mais clara.

Levou um tempo para que a população se organizasse sem nenhum apoio institucional. Os partidos de oposição aderiram muito depois e completamente à reboque dos novos grupos que estão mais em sintonia com as ruas.

O governo e os seus aliados pagos têm feito tudo que podem para confundir a opinião pública sobre o significado dos manifestos.

Primeiro, atônitos, quiseram pegar uma carona e organizaram os mesmos de sempre pra fazerem pífias manifestações chapa-branca.

Quando os manifestantes começaram a mostrar de forma direta sua aversão ao PT, Lula e Dilma, o governo passou a tentar diminuir seu número, seu significado histórico e sua importância para orientar os rumos da política brasileira.

As manifestações amadureceram porque agora elas sabem o que querem.

É claro que não tem o volume que tinham em 2013, quando foi um grito de desabafo e repúdio, mas não tinham um alvo claro, o Brasil estava começando a se redescobrir.

Ainda assim os protestos de março e de hoje são as maiores demonstrações da era democrática com clareza de propósito, muito mais gente nas ruas do que no “Fora Collor”.

Ontem (16) foram às ruas brasileiros livres, sem ônibus particulares financiados com dinheiro público, sem lanches gratuitos e nem a imoral gorjeta de cinquenta reais com que as centrais sindicais tem engrossado suas fileiras nas suas manifestações vazias de gente e de propósito.

Foram à rua brasileiros livres com uma mensagem clara. “Fora Lula, fora Dilma e fora PT!!!”,

Em Vitória o protesto foi mais que pacífico, foi de alto astral. As pessoas sorriam e eram gentis umas com as outras, cachorros, crianças e adultos de todas as idades, cores e classes sociais.

Eu fui com Angelita na rabeira do grupo principal que tinha saído de Vila Velha meia-hora antes da gente. Conversei com alguns conhecidos e outros desconhecidos

Achei mais gostoso fazer fotos de turista admirando a beleza da baia de Vitória espremida pelo morro do convento e o moreno. Deixei as fotos do movimento para os milhares que estavam documentando tudo e inundando a rede com uma enorme riqueza de detalhes.

Dia agradável e sensação de dever cumprido.

Sergio Vellozo Lucas | Blog do Luiz Paulo

Sérgio Vellozo Lucas

Sou médico formado pela UFF em 1986 e sou psiquiatra concursado do antigo Hospital Adauto Botelho e atual HEAC desde 1993.

Além disso sou atleta meia boca, filósofo de botequim, aspirante a escritor de bulas de remédios, pai do Joel e marido da Angelita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>